Análise a ‘Planetarium 2 – Zen Odyssey’

Um título relaxante, no qual viajamos no infinito!

Planetarium 2 – Zen Odyssey assume-se como um “simulador espacial baseado em física”, no qual podemos construir, destruir e interagir com planetas e estrelas. Para começar, Zen Odyssey não é, no sentido mais puro do termo, um jogo. É, isso sim, uma espécie de sandbox na qual podemos observar, mover, criar, uma série de estrelas e planetas, não muito diferente do conhecidíssimo Universe Sandbox ou do velhinho Celestia, que inclusivamente é gratuito.

Há a possibilidade de explorar planetas a bordo de alguns veículos, baseados na realidade, como as sondas que aterraram em Marte, ou mesmo de lançar um vaivém espacial e tentar aterrar na Lua. No entanto, isto não é mais que uma pequeníssima tentativa de fazer algo que já é possível em Kerbal Space Program, por exemplo. Há uma série de experiências pré-definidas, que podemos ir explorando, como observar ondas gravitacionais, observar Saturno e as suas luas de perto, ou guiar um astronauta no exterior da Estação Espacial Internacional (ISS).

Graficamente, as texturas que retratam os planetas são bem detalhadas e os efeitos de luz são deliciosos. A música que acompanha a nossa jornada espacial é bastante… zen, tal como indica o título do jogo. É um ótimo relaxante, para dizer a verdade, no qual vagueamos sem rumo pelas diferentes experiências pré-definidas ou tentamos desenhar novos planetas, habitados ou não. Planetarium 2 – Zen Odyssey é também bastante modesto nos requisitos de sistema, pelo que qualquer PC deve corrê-lo sem problemas, isto na versão testada, a do Steam.

O preço é também um ponto a favor: 2,99€, na versão Steam, 2,49€ na versão da Windows Store, 1,99€ na versão iOS e gratuito na versão Android. Infelizmente, é um pouco curto, limitado quer em experiências predefinidas disponíveis quer em liberdade de movimento, pois não se sente a grandiosidade de escala do Celestia, por exemplo, nem a física apurada do Universe Sandbox, mas pelo preço que se pede não se arrependerão dos momentos de pura descontração “zen” providenciados.

Pedro Moreira é Reviewer no 8.5Bits | twitter @morenho27 | pedromoreira@8dot5bits.com

Ponderação Final
Apesar de introduzir algumas ideias interessantes, como a exploração de planetas e o lançamento de vaivéns, a experiência é demasiado curta e superficial. Apenas vale a pena pelo seu preço reduzidíssimo.
Pontos Positivos
  • Situações de simulação diversificadas.
  • Ideal para quem quer descontrair um pouco.
  • Corre perfeitamente em qualquer PC.
  • Preço (2,99€)
Pontos Negativos
  • Esgota-se rapidamente.
  • Há alternativas mais apelativas no mercado.
5
OK
Escrito Por
Jogador desde os tempos do Spectrum, aficionado a jogos de Luta, Condução e RPG. Estudou Línguas e Literaturas na Universidade Nova de Lisboa, e Línguas, Literaturas e Culturas na Universidade de Évora. É Professor de Português e Espanhol, e nos (poucos) tempos livres consegue, por vezes, ligar o PC.

Esta análise foi-te últil?

0 0

Deixa o teu Comentário

Recuperar a Password

Escreve o teu nome de utilizador ou e-mail. Vais receber um link para criares uma nova password na tua caixa de correio electrónico.

Registar

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.