Destaques

Comic Con Portugal – Um olhar pela edição deste ano

Após quatro edições em Matosinhos, a Comic Con Portugal mudou-se, este ano, para o Passeio Marítimo de Algés, num recinto ao ar livre e com cerca de 100 mil metros quadrados. O maior evento nacional de Cultura Pop estendeu-se por quatro dias e trouxe ao nosso país várias figuras importantes, de diferentes áreas, como os actores Dolph Lundgren e Nicholas Hoult ou o criador da banda desenhada ‘Turma da Mônica’, Mauricio de Sousa.

O certame incluiu 10 áreas distintas, a saber: Cinema & TV, Banda Desenhada & Literatura, Gaming, Anime & Manga, Pop Asia & Área Comercial, Mundo do Cosplay, New Media, Música, CCPT Experience e Comic Con Kids. Para além disso, foi possível visitar espaços que abrangiam diversas dessas áreas como o Artists Alley, onde vários talentosos artistas expuseram os seus trabalhos ao nível do desenho ou pintura, assistir a uma versão ao vivo da ‘Cave do Markl’, onde o anfitrião Nuno Markl recebia, à conversa, diferentes convidados nos quatros dias e até visitar uma pequena e bizarra exposição Steampunk.

Fazemos agora um balanço de algumas das áreas em destaque:

 

Cinema & TV

Provavelmente o maior esforço e aposta da organização do evento. A vinda de personalidades internacionais de filmes e séries é sempre a maior curiosidade a cada edição e este ano não foi excepção. Estiveram presentes o actor sueco Dolph Lundgren (eternizado no grande ecrã como o pugilista Ivan Drago de ‘Rocky IV’ ou como o icónico He-Man de ‘Masters do Universo’), o inglês Nicholas Hoult (o Fera dos mais recentes filmes da saga ‘X-Men’ e o zombie com coração de ‘Sangue Quente’) ou o americano Dan Folger (conhecido principalmente como Jacob Kowalski do filme ‘Monstros Fantásticos e Onde Encontrá-los’ e a sua vindoura sequela). Para além dos nomes mais fortes deste ano, também passaram pelos auditórios e zonas VIP de autógrafos os actores Elyes Gabel (o Rakharo de ‘A Guerra dos Tronos’), Dichen Lachman (da série da Netflix, ‘Carbono Alterado’) e o elenco do próximo filme do português Diogo Morgado, ‘Solum’. A tudo isto juntaram-se promoções por todo o recinto a vários filmes ainda por estrear como ‘Aquaman’ e ‘Creed II’, o recém-estreado ‘The Nun – A Freira Maldita’ (num espaço onde era possível a cada visitante deitar-se num caixão) ou séries populares como ‘A Guerra dos Tronos’ e ‘The Walking Dead’.

 

Banda Desenhada & Literatura

Um espaço incontornável ou não dessem os comics o nome a esta versão nacional da convenção que originalmente se realizou pela primeira vez em San Diego, nos Estados Unidos da América, em 1970. Destacaram-se a presença de Chris Claremont, figura incontornável da história da Marvel Comics, essencialmente conhecido pelo seu trabalho durante mais de 15 anos com os X-Men, tendo sido co-criador de personagens como Rogue, Gambit e Mystique e ainda um dos responsáveis pela enorme popularidade de Wolverine. Também presentes estiveram artistas, entre outros, como Mark Waid (trabalhou em BD de ‘Capitão América’), Eddy Barrows (‘Super-Homem’ e ‘Batman’), Yves Sante (‘Blake e Mortimer’) e, sem esquecer, o lendário Mauricio de Sousa, criador da muito popular banda desenhada ‘Turma da Mônica’. Na área da literatura, o destaque foi a presença de Steven Erikson, autor da ‘Saga do Império Malazano’, umas das mais complexas e notáveis obras de fantasia épica.

 

Gaming

Umas das áreas mais concorridas de todo o certame e com uma assinalável oferta de jogos a poder experimentar ou simplesmente assistir. O grande destaque, até pela quantidade de expositores e consolas PS4 com o jogo disponibilizadas, foi o novíssimo ‘Marvel’s Spider-Man’, já aqui analisado na 8.5 Bits. Eram visíveis dezenas de jogadores em diferentes momentos do jogo, uns a comandar Peter Parker, outros em pleno baloiçar de teias pelos arranha-céus de Nova Iorque. Outro espaço com larga afluência foi o de ‘Dakar 18’, ambicioso projecto do estúdio português Bigmoon Entertainment. O jogo oficial do Dakar, que sai perto do final do mês, promete uma aposta no realismo de navegação em open world e esteve disponibilizado para teste em automóveis e motas e em vários sistemas, das consolas aos PCs. De referir ainda que estiveram presentes o lendário piloto finlandês Ari Vatanen (que os mais velhos reconhecerão da conquista de uma campeonato do mundo de ralis e de quatro edições do então Paris-Dakar nas décadas de 80 e 90) e o espanhol Nani Roma (piloto ainda em actividade que venceu o Dakar tanto em motas como em automóveis). Ambos marcam presença no jogo e estiveram a testá-lo, assim como a assinar posters do mesmo para oferecer aos visitantes. De resto, vários outros jogos ainda em versão beta marcaram presença, como FIFA 19 e Hitman 2, e obviamente outros já lançados e muito populares como Fortnite, PUBG ou a mais recente versão de Mario Kart. Por último, é impossível não mencionar o espaço Nostalgica, onde os visitantes puderam reviver ou conhecer clássicos como ‘Street Fighter II’, ‘Virtua Tennis’ ou até o mítico ‘Pong’, tudo em consolas de gerações anteriores, máquinas arcade ou mesmo nos antigos Spectrum e Atari.

 

Cosplay

É certo que o Mundo do Cosplay tinha um espaço próprio, onde era possível, por exemplo, aprender técnicas de maquilhagem com profissionais e alugar um fato à escolha mas a verdade é que os cosplayers estavam por todo o recinto. E ainda bem! Vimos centenas de personagens de filmes, séries, banda desenhada, anime, manga, videojogos… uns mais fielmente reproduzidos, outros só com pouco mais de uma máscara, mas todos entusiasmados por viver esses mesmos personagens, ainda que só por umas horas. Era frequente cruzarmo-nos com casais de Joker e Harley Quinn, Deadpool, assaltantes de ‘La Casa de Papel’, personagens de ‘A Guerra dos Tronos’ e os habituais Stormtroopers do universo ‘Star Wars’.

 

Ficará sempre algo por mencionar mas a verdade é que foi mais uma edição em cheio da Comic Con Portugal, desta vez a sul, mas com o mesmo entusiasmo. Um evento que, pela diversa e assinalável oferta de experiências em várias áreas da cultura pop, promete continuar a interessar miúdos e graúdos.

Licenciado em Sociologia. Cinema, música e videojogos são áreas de eleição.
Scroll to top