Destaques

Tudo o que precisas de saber esta semana!

Esta semana temos um post recheado! 😊

A E3 está a chegar e ainda estamos  a ressacar  de Detroit: Become Human! Foi mesmo em Detroit que falei com a equipa do jogo e trouxe entrevistas recheadas que podes ver, também, neste post. Por isso… não vale a pena esperarmos mais!

Isto é tudo o que precisas de saber esta semana!

‘Days Gone’ chega a 22 de Fevereiro de 2019!

 

Rafael Nadal enfrenta Super Mario no novo trailer de ‘Mario Tennis Aces’, que chega Nintendo Switch a 22 de Junho!

 

O Primeiro DLC de ‘Far Cry 5’ intitulado ‘Hours of Darkness’ já está disponível

 

Preparem esses pescoços! ‘Vampyr’ já chegou!

 

‘Onrush’ também já chegou à PS4 e XboxOne!

 

Destiny 2: Forsaken tem data marcada para 4 de Setembro!

Segundo a Sony PlayStation, “Destiny 2: Forsaken, a próxima expansão de Destiny 2, famosa sequela da Bungie lançada em setembro do ano passado, em exclusivo para a PlayStation®4, chega a Portugal no dia 4 de setembro. Com novos destinos por explorar, novas armas e novas armaduras, Forkasen leva os jogadores a uma jornada épica centrada nas fronteiras selvagens do nosso sistema solar, onde a linha entre a justiça e a vingança é ténue. A expansão inclui, no final do jogo, uma nova atividade colaborativa e competitiva chamada Gambit -este novo modo mistura as componentes PVE e PVP, colocando duas equipas de quatro jogadores a competir em arenas diferentes. “Desde o lançamento da franquia Destiny, sempre nos empenhámos em criar experiências inovadoras que desafiassem e recompensassem diferentes tipos de jogadores e queríamos garantir que o tempo que jogassem seria gratificante”, afirmou Scott Taylor, project lead da Bungie. E acrescenta “mal podemos esperar para partilhar com os nossos fãs o novo modo Gambit de Forsaken e oferecer-lhes uma nova maneira de jogar competitivamente e cooperativamente”. Para Byron Beede, Vice Presidente Executivo e máximo responsável de Destiny na Activision, “ esta nova e envolvente história, criada em colaboração com a Bungie, proporciona aos jogadores uma experiência totalmente renovada, e estamos ansiosos por que possam comprovar em primeira mão as diferentes novidades de Destiny 2: Forsaken”.

Após anos de conflito, o que resta do Reef está entregue à anarquia. Nesta civilização totalmente desprovida de lei, terás de perseguir até às últimas consequências os criminosos mais poderosos da Prison of Elders, enquanto exploras novas regiões, despertas novos poderes, e conquistas as mais poderosas armas, numa jornada que promete ser inesquecível.”

 

‘Shaq Fu: A Legend Reborn’ já renasceu nas principais plataformas!

 

FNAC apresentou esta semana os talentos revelação 2018!

Segundo a FNAC, “O talento nacional nas áreas do Cinema, Fotografia, Música e Escrita foi premiado (…) dia 4 de junho, no Lx Factory, em Lisboa, com a revelação dos vencedores do programa Novos Talentos FNAC 2018. A cerimónia de celebração da cultura contou com a apresentação de Fernando Alvim. Nos prémios da categoria de Cinema, a grande novidade da edição deste ano, os jurados elegeram Ana Margarida Coelho, de 22 anos, estudante de Comunicação e natural de Azeitão, pelo seu trabalho “Benjamim”, como a grande vencedora. A curta-metragem dedicada às relações interpessoais e ao amor entre avó e neto conquistou o júri, composto pelos realizadores João Canijo e Margarida Cardoso, Paulo Trancoso da Academia Portuguesa de Cinema e o professor de Cinema e Artes dos Media, da Universidade Lusófona, Paulo Viveiros. A vencedora ganhou uma máquina Canon, a masterização da curta-metragem para Digital Cinema Package DCP e a edição da curta-metragem para distribuição comercial nas lojas FNAC. As Menções Honrosas foram entregues a Marisa Esteves com “Incondicional”, Beatriz Santos com “I’m Ok”, Inês Anunciação com “Half Love” e Flávio Ferreira com “Toén”.

Quanto à categoria de Música, a jovem banda lisboeta, Sardinhas com Bigodes arrecadou o primeiro prémio com o trabalho de música tradicional portuguesa, “Troca o par”. O tema será premiado com um videoclipe, produzido por alunos da Universidade Lusófona. As Menções Honrosas foram entregues a Haka com “Shiva”, a Slowburner com “Bilhete de Ida”, A Puppet Show Named Julio com “It’s Ok” e Caco com “Polaroid”. Os vencedores foram eleitos pelo júri da categoria, composto por Henrique Amaro (presidente do júri e radialista), Lia Pereira (jornalista), Luís Oliveira (radialista) e Rui Miguel Abreu (jornalista), e os seus trabalhos vão integrar o CD Novos Talentos Música 2018.

Na Escrita foram premiados cinco vencedores: o argentino de 24 anos, Mariano Ribeiro com “Os Dias de Irene”; a brasileira de 46 anos, Renata Flaiban Zanete com “Orlanda”; Márcia Balsas com “Ponto de Fuga”; Andressa Barichello, brasileira de 30 anos, com “Vera Lúcia, 56”; e Álvaro Filho, brasileiro de 45 anos, com “OTELO”. O prémio desta categoria consiste num workshop na escola de escrita criativa “Escrever Escrever”, parceira desta categoria, e na publicação de um livro com os contos vencedores. O júri, nesta categoria, é composto por Pedro Mexia (poeta, escritor, cronista e crítico literário), Conceição Garcia (presidente do júri e diretora da Escrever Escrever), Dulce Maria Cardoso (escritora), Isabel Lucas (jornalista e crítica literária) e João Tordo (escritor).

O prémio da categoria Fotografia foi entregue a José Alves, enfermeiro de 29 anos  pelo trabalho “Raiz”, inspirado nos mitos e tradições do mundo rural, pelas mãos do fotógrafo e vencedor do World Press Photo 2016 (na categoria de Assuntos Contemporâneos), Mário Cruz. Augusto Brázio (fotógrafo), Francisco Feio (professor de fotografia) e Sérgio B. Gomes (jornalista do Público), compõem o restante leque de jurados da categoria e atribuíram as Menções Honrosas, a Carlos Barradas pelo trabalho “Nacional 1” e a Inês Marinho com “When a Ship Goes By”.

Nesta edição a FNAC contou com a Canon e o Instituto Português de Fotografia como parceiros e com a revista “O Mundo da Fotografia” como media partner, nesta categoria. Durante a Gala houve, ainda, espaço para as atuações de Lince e Cassete Pirata, ambos vencedores Novos Talentos FNAC, em 2016 e 2017 respetivamente.”

Aqui ficam os vencedores!

CINEMA:

  • Vencedor- Ana Margarida Coelho com “Benjamim”;
  • Menção Honrosa- Marisa Esteves com “Incondicional”;
  • Menção Honrosa- Beatriz Santos com “I’m Ok”;
  • Menção Honrosa- Inês Anunciação com “Half Love”;
  • Menção Honrosa- Flávio Ferreira com “Toén”.

ESCRITA

  • Vencedor- Mariano Ribeiro com “Os Dias de Irene”;
  • Vencedor- Renata Flaiban Zanete com “Orlanda”;
  • Vencedor- Márcia Balsas com “Ponto de Fuga”;
  • Vencedor- Andressa Barichello com “Vera Lúcia, 56”;
  • Vencedor- Álvaro Filho com “OTELO”.

FOTOGRAFIA:

  • Vencedor- José Alves com “Raiz”;
  • Menção Honrosa- Carlos Barradas com “Nacional 1”;
  • Menção Honrosa -Inês Marinho com “When a Ship Goes By”.

MÚSICA

  • Vencedor- Sardinhas com bigodes com “Troca o par”;
  • Menção Honrosa – Haka com “Shiva”;
  • Menção Honrosa- Slowburner com “Bilhete de Ida”;
  • Menção Honrosa – A Puppet Show Named Julio com “It’s Ok”;
  • Menção Honrosa – Caco com “Polaroid”.

 

A PlayStation anuncia ‘Tetris Effect’, a primeira novidade do catálogo de jogos da E3 2018

Segundo a PlayStation, “Tetris Effect, o espetacular jogo de puzzles de Tetsuya Mizuguchi, é a primeira confirmação da PlayStation® para a edição deste ano da E3. Esta arrojada adaptação dos tradicionais jogos de Tetris junta uma série de cenários deslumbrantes e efeitos visuais únicos, a uma banda sonora que te promete deixar totalmente absorvido. Para tornar esta experiência ainda mais realista e envolvente, Tetris Effect poderá ser jogado com o PlayStation®VR, colocando-te no centro deste universo único, numa viagem alucinante pelos teus próprios sentidos. Ao longo de mais de 30 cenários diferentes, terás de resolver os diferentes puzzles, enquanto disfrutas de diferentes efeitos visuais psicadélicos, explosões de cor, e uma banda sonora única.”

 

Estudos interessantes: Perda anual de mil milhões de euros em Portugal devido a contrafação em 13 setores económicos fundamentais

Segundo o EUIPO, “Novos estudos do Instituto da Propriedade Intelectual da União Europeia (EUIPO) revelam que a contrafação em 13 setores económicos resulta numa perda anual de 60 mil milhões de euros em toda a UE. Ao longo dos últimos cinco anos, o EUIPO tem monitorizado o custo económico da contrafação em setores reconhecidamente vulneráveis a violações dos direitos de propriedade intelectual (DPI). Os dados atuais mostram que as perdas anuais diretas sofridas por esses setores em consequência da presença de produtos falsificados no mercado ascendem a 60 mil milhões de euros, o que corresponde a 7,5 % das suas vendas. As perdas acumuladas são equivalentes a 116 euros por cidadão da UE por ano. O relatório estima que, devido à presença de contrafação, os 13 setores perdem anualmente 8,2 % de vendas diretas em Portugal. Isto equivale a aproximadamente mil milhões de euros, ou 98 euros por habitante português por ano. Uma vez que os fabricantes legítimos produzem menos do que fariam na ausência de contrafação, empregando assim menos trabalhadores, verifica-se também uma perda direta de 434 000 postos de trabalho nesses setores. Os 13 setores objeto de estudo são: produtos cosméticos e produtos de cuidados pessoais; vestuário, calçado e acessórios; artigos de desporto; brinquedos e jogos; artigos de joalharia e relojoaria; malas de mão e de viagem; indústria discográfica; bebidas espirituosas e vinhos; produtos farmacêuticos; pesticidas; smartphones; baterias e pneus. Estes dados fazem parte de um ciclo de trabalho de investigação realizado pelo EUIPO ao longo dos últimos cinco anos, tendo sido publicados num único relatório pela primeira vez. O relatório de síntese, publicado hoje, reúne ainda os resultados de estudos sobre o contributo da propriedade intelectual para a economia da UE e sobre o custo da contrafação e da pirataria para o comércio internacional. Apresenta igualmente um resumo das medidas adotadas por organismos nacionais, regionais e internacionais para combater violações dos direitos de propriedade intelectual. O Diretor Executivo do EUIPO, António Campinos, afirma: “Graças aos nossos relatórios e estudos dos últimos cinco anos, dispomos agora, pela primeira vez, de um quadro completo sobre o impacto económico da contrafação e da pirataria na economia e na criação de emprego na UE, bem como informações sobre a forma como os direitos de propriedade intelectual são violados. Através dos nossos estudos, demonstrámos também o contributo positivo da propriedade intelectual para o emprego e o crescimento. Com o nosso trabalho pretendemos dissipar quaisquer dúvidas no espírito dos decisores políticos e dos cidadãos sobre o valor da propriedade intelectual e sobre os danos resultantes da sua violação.”

Aqui ficam alguns documentos que vais quer ler!



 

Hitman 2 regressa a 13 de Novembro!

 

Até dia 18… Days of Play 2018! Aproveita!

 

A não perder este mês na Netflix!

O que podes ver este mês na Netflix!

 

Entrevistas ‘Detroit: Become Human’

Para terminar, viagem a Detroit com várias conversas sobre Detroit: Become Human! David Cage, Phillip Sheppard, Bryan Dechart e uma excelente conversa com a realizadora Sheila Heyman. Tudo… aqui:




E o evento de lançamento…

 

E é tudo!

Não percam os especiais E3! Vamos ter todos os trailer, todos os gameplay, todas as novidades… aqui no teu site!

Bom fim de semana!

Filmmaker, Writer, Champion Gamer, Part-Time Comedian, Aspirant Avenger CrossFitter and Otorhinolaryngologist
Scroll to top