Jon Shafer’s At the Gates é um jogo de estratégia por turnos complexo, onde começamos com alguns clãs e a menção que precisamos sobreviver.

Criado pelo Jon Shafer, designer de Civilization 5, este é um jogo brutal que nos obriga a um controle minucioso, dos nossos escassos recursos, dos nossos clãs temperamentais e de todo o ambiente à nossa volta. Com um estilo de gráficos que eu acho lindíssimo, parece que estamos a jogar numa tela.

No principio parece que batemos numa parede e não sabemos ao certo se estamos a ir pelo caminho correto, mas, à medida que o tempo passa, entende-se cada vez mais como a pesquisa e as profissões se complementam, demorei algum tempo a compreender como expandir, e como aumentar a quantidade de clãs que poderiam se juntar a mim, só apenas mais tarde no jogo é que percebi que devia ter explorado muito mais do que fiz inicialmente, e provavelmente deveria ter investido mais em certas profissões no início do jogo.

Não esperem que possam treinar um clã numa profissão e ficar com ele assim para o resto do jogo, muito frequentemente isso não é o caso, e mudar por vezes pode ser vital. Mesmo que não pareça, ter um clã parado sem fazer nada pode desencadear uma perda enorme.

As estações do ano são extremamente imperdoáveis, elas podem impedir os clãs de mexer ou até mesmo parar completamente a produção devido ao mau tempo, também descobri que é comum alguns clãs ficarem infelizes se passarem demasiados dias no frio, é necessário então abrigá-los por um turno para que eles fiquem felizes novamente.

 

Jon Shafer's At the Gates

 

Eu esperava que os traços únicos dos clãs fossem mais difíceis de manejar, mas desde que se tenha em mente o que eles gostam e não gostam, não é comum que estes nos causem muitos problemas, apesar disso eu cheguei a ter clãs que alegavam a possibilidade de furtos, mas é algo que ainda não consegui experienciar.

Houve alguns problemas que tive em relação ao interface. Por exemplo, o sistema de notificações é meramente informativo e não interactivo. Vejamos, no jogo Civilization 5 quando carregamos numa notificação apresentada ela direciona-nos diretamente para o evento em questão, isto não acontece no Jon Shafer’s At the Gates, ate porque, ao clicar esta desaparece e ficamos sem informação do que poderia ser, acredito que um sistema semelhante ao do Civ 5 teria sido mais eficaz.

No geral, Jon Shafer’s At the Gates é um jogo intrigante, não é fácil e não joga pelas mesmas regras que seus parceiros.