Sempre tive um gosto especial por jogos de point and click e Whispers of a machine vem para nos matar saudades.

Em Whispers of a machine controlamos Vera uma detetive de crimes violentos num aparente mundo pós-apocalíptico. É com alguma rapidez que somos atirados para a ação onde temos de investigar um assassinato, lá descobrimos que Vera tem poderes cibernéticos que fazem dela um detetive excecional. Vera começa com um Forensic Scanner, que nos deixa descobrir e analisar DNA ou ate padrões como o de uma arma, tem também um Biometric Analyser, que permite analisar o pulso e os batimentos cardíacos para potencialmente sabermos se estão a dizer a verdade ou a ocultar informação e por fim, um Muscle Boost, que nos dá mais força temporariamente.

Whispers of a Machine

Na minha opinião creio que estas ferramentas trazem um sentimento de frescura para além dos Point and click tradicionais, pois permite-nos interagir com o mundo em diferentes perspetivas fora do habitual e faz com que tenhamos de por vezes pensar fora da caixa. Os puzzles são na sua maioria intuitivos, mas isso não faz deles fáceis, aliás, por vezes as pistas são de tal forma vagas que ficamos a questionar-nos durante algum tempo. Apesar disto nunca senti uma quebra de narrativa, frequentemente em Point and click acontece ficarmos presos sem saber o que fazer a seguir, em Whispers of a machine nunca tive esse problema.

Whispers of a Machine

Durante o jogo também temos de ter em consideração a personalidade da Vera pois esta é influenciada pelas nossas decisões e ações, mudando também a maneira que experienciamos o jogo. A personalidade é ilustrada por um triangulo com um ponto no meio (onde começamos) para mostrar a nossa tendência, cada vértice representa uma característica sendo três diferentes chamam-se Empathetic, Assertive e Analytica .

Whispers of a Machine

Posso dizer que quando a mecânica foi introduzida fiquei algo preocupada, não só não é comum um jogo deste género ter isto como eu tenho uma tendência de ser calculista com as minhas decisões para não ter um caminho “mau”. Mas Whispers of a machine nunca me fez sentir decisões forçadas, nunca existiu um cenário de boa escolha/má escolha tudo parecia intuitivo, aliás, quando apresentadas escolhas no diálogo por vezes a escolha era a mesma mas dita de maneiras diferentes ou diferentes opiniões num tema, algumas interações com o munto também têm influência na nossa personalidade.

Whispers of a Machine

Mas não se deixem enganar pela fluidez da mudança de personalidade e pensar que não tem influência no jogo, porque tem, e muita, ate porque no fim de cada dia, dependendo das nossas escolhas, Vera aprende um poder cibernético novo, isto significa que a jogabilidade em si muda pois as ferramentas disponíveis são completamente diferentes. Por exemplo se no fim do dia tivéssemos mais virados para a personalidade Empathetic receberíamos Amnesia (provoca perda de memoria em curto prazo nos elementos a sua volta) mas se fossemos Assertive tínhamos Energize (permite que Vera consiga “carregar” objetos mecânicos temporariamente usando correntes elétricas). Alem disto e apesar de pequeno em comparação, a mudança de personalidade também muda a maneira de Vera dialogar com as pessoas.

Whispers of a Machine

A narrativa é cativante, começamos por pensar que vamos resolver um simples caso de um assassino, talvez dois e de repente estamos no meio de algo muito maior. O jogo faz um excelente trabalho a mostrar os vários lados da história, faz-nos questionar os nossos palpites e crenças ao longo de todo o jogo. Posso revelar que no final eu própria ainda não tinha a certeza qual o rumo que queria tomar, aliás fiquei tao intrigada, que joguei o jogo inteiro uma segunda vez só para ver o que acontecia tivesse eu tomado outro rumo.

Whispers of a Machine

De um modo geral, acho que o jogo é bastante bom e as suas mecânicas únicas apesar de fantásticas sinto que poderiam ter sido mais exploradas, algumas delas sinto que apenas usei duas vezes no decorrer do jogo. E por fim, algo que me aborrece ligeiramente, eu penso existir uma oportunidade falhada no final do jogo para uma hipótese de outro final.

REVER GERAL
Whispers of a machine
Avatar
Freelancer em fotografia, praticamente vive e respira videojogos algo em que se viciou desde muito nova, alcunhada por alguns como "Farmer", o amor pelos jogos é apenas rivalizado pela familia e os gatos de companhia.