9
Excelente
Destaques

Análise a ‘Spyro Reignited Trilogy’

Spyro consegue facilmente entrar para o alinhamento de personagens míticas da PlayStation. Conquistou-nos em 1998 quando o mundo dos jogos de plataformas voltavam a entrar na tabela dos mais vendidos, e superou os testes necessários para não se perder na história, como aconteceu a outros heróis – lembro-me de ‘Croc: Legend of the Gobbos’ que ainda teve uma sequela e ficou-se por aí. Spyro conseguiu conquistar em especial os mais novos, mas também os jogadores mais exigentes, em mundos de áreas rasoáveis por explorar, onde o protagonista, sem ter o aspecto cool de Crash Bandicoot, contava com um conjunto de habilidades que, no seu todo, transformavam a aventura de Spyro numa viagem obrigatória.

Treze anos depois chegam-nos as remasterizações dos três primeiros jogos. À semelhança de recentes remasterizações como Crash Bandicoot em ‘Crash Bandicoot N. Sane Trilogy’, mergulhamos num mundo que conhecemos muito bem… mas com um look moderno e em 4K! Esta reprodução do jogo serve de déjà vu, pois embora os cenários e personagens não sejam 100% iguais, a forma como ganham nova vida faz-nos de facto lembrar momentos de há vinte anos atrás.

São muitas as coisas positivas: por um lado os developers vão buscar uma fórmula vencedora de um ícone e dão-lhe vida com os aspectos gráficos dos dias de hoje; por outro, os jogadores mais jovens podem entrar nesta aventura como dificilmente o poderiam fazer hoje em dia e isso já é de louvar. No entanto, este pode ser um precedente perigoso: embora eu fique feliz por jogar com o Spyro depois de tantos anos, a indústria dos videojogos poderá entrar no caminho que levou a indústria de Hollywood ao sofrimento (e consequente vitória dos serviços de streaming), que é simplesmente a roda-viva de remakes, prequelas, etc, que tentam aproveitar-se de elementos-pivot que funcionam e fazem render o conceito até à exaustão. Não é uma crítica de todo a este jogo em específico, até porque esta trilogia de Spyro remasterizada é mesmo muito boa; é uma observação a uma indústria paralela que tem imensas semelhanças e facilmente, por razões de budget ou marketing, podem ser fonte de contágio.

No próximo ano será a vez de Medievil a receber a sua remasterização que, de novo, eu mal posso esperar por jogar, até porque este sim foi um dos jogos da primeira PlayStation que mais me marcou. Até lá, para quem já conhece ou não o Spyro, esta é uma excelente compra e de certeza fará as delícias dos dias frios de Inverno.

9
Excelente

Spyro Reignited Trilogy

Uma excelente remasterização que nos transporta vinte anos atrás no tempo, da forma mais moderna possível.

Pros

  • As cores que Spyro sempre mereceu
  • Remasterização inteligente
  • Três jogos num só

Cons

  • Poucos bugs... mas os que existem têm impacto.
Filmmaker, Writer, Champion Gamer, Part-Time Comedian, Aspirant Avenger CrossFitter and Otorhinolaryngologist
Scroll to top